Criança síria se rende ao confundir câmera com arma

A impressionante imagem viralizou ao redor do mundo através das redes sociais, tendo sido tirada pela jornalista palestina Nadia Abu Shaban, na qual uma menina síria “se rende” ao foco de uma câmera pensando que era uma arma.

No comentário que acompanha o Twitter da jornalista, ela ressalta que ela é uma garota síria de apenas quatro anos “pensando que ela era alvo de uma arma, rendendo-se para a câmera”.

A própria Nadia Abu Shaban, entretanto, confirmou que não era ela quem fez a fotografia, apenas fez o post a imagem, mas havia um detalhe importante a ser levado em consideração: conforme relatado pela BBC, a foto foi feita pelo fotógrafo turco Osman Sağırlı e foi publicada pela primeira vez no jornal Türkiye, em janeiro de 2015.

Por esta razão, o foco virou-se para Sağırlı, que estava então trabalhando na Tanzânia. O fotógrafo disse que o retrato era de uma menina de quatro anos chamada Hudea. A imagem foi tirada no campo de refugiados de Atmeh, na Síria, em dezembro de 2014.

Hudea chegou ao campo, que fica a cerca de 10 quilômetros da fronteira com a Turquia, com sua mãe e dois irmãos. Eles estavam, de acordo com a BBC, a cerca de 150 quilômetros de sua casa em Hama. “Eu estava usando uma lente de telefoto e ela pensou que fosse uma arma”, disse Sağırlı.

Sofrimento das crianças

“Eu percebi que ela estava aterrorizada depois que eu vi a foto porque ela mordeu o lábio e levantou as mãos. Normalmente, as crianças correm para fora, escondem seus rostos ou sorriem quando veem uma câmera”, ele explicou à BBC.

“Você sabe que as pessoas nos campos são desabrigadas. Faz mais sentido ver o sofrimento não através dos adultos, mas através das crianças. Elas refletem tudo aquilo que sentem e mostram isso através de sua inocência”.

[ABC]

1 comentário
  1. Adenilson Diz

    Crianças que vivem em países de guerra reconhecem uma arma .. nunca iriam confundir uma camera com uma … mas podemos pensar também no caso de que entre soldados têm “jornalistas” que documentam tudo e andam entre soldados, sem ajudar ninguem nem crianças com aquela velha desculpa de não interferir … as crianças devem ter visto varios dele entre soldados portanto sabe que eles estão juntos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.