Star Wars na vida real? Conheça a incrível pistola a laser desenvolvida pela Rússia

Os cosmonautas russos poderiam ter usado uma pistola laser para disparar a ótica dos satélites inimigos: eles tinham algumas armas bem ninjas, pode-se assim dizer. Mas, de acordo com TheFirearmBlog, essa pistola a laser provavelmente não tinha o poder necessário para causar qualquer dano real. Em vez disso, o dispositivo parece ser uma arma antissatélite, projetada para cegar óticas sensíveis e outros sensores a bordo de uma espaçonave hostil que ousasse se aproximar das naves soviéticas.

Naquela época, os países que estavam explorando o espaço consideravam bons os projetos com espaçonaves robóticas e até mesmo pilotadas por inspetores, capazes de interceptar, fotografar e até mesmo interagir fisicamente com satélites que não cooperavam. Os estrategistas espaciais soviéticos chegaram a suspeitar que o Ônibus Espacial, que começou a ser desenvolvido em 1971, fosse capaz de tirar seus satélites secretos de órbita e até mesmo levá-los de volta à Terra dentro de seu enorme espaço de carga.

A pistola laser pode operar sob os mesmos princípios de uma barra de rubi, mostrada acima, que bombeia uma haste de rubi sintética (objeto rosa à direita) com luz brilhante do tubo de flash (tubo de vidro à esquerda). O processo criaria um pulso de laser.

As “balas” eram provavelmente baterias de descarga ultra-altas que alimentariam o laser por um curto período de tempo, ou possivelmente uma forma de pó químico para criar o mesmo efeito.

Mesmo que não consiga fazer buracos nos satélites, a pistola laser soviética é uma peça de equipamento bastante interessante.

E sentimos muito fãs de Star Wars, mas elas não furavam cabeças ou faziam sons mirabolantes.

[Popular Mechanics]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.